JOÃO SÉRGIO RIMAZZA

Fotografia: Daniel Alcarria
Entrevista concedida a Severino Correia Dias
Texto: Prof. William Puntschart 


Filho de Carolina Leardini Rimazza e de Carlos Mario Rimazza, João Sérgio Rimazza nasceu, em dois de novembro de 1943, na cidade de Mauá. Durante a juventude, além de estudar, gostava de freqüentar bailinhos nas tardes de domingo na sede da Associação Atlética Industrial. Na época, os colegas do Viscondão, tais como, Erol Antico, entre outros, publicaram O Papagaio, jornal da comunidade escolar juvenil, em circulação ao longo da década de 1960.

Na sede do Industrial, Sérgio Rimaza também integrou as categorias de base do time de futebol. Habilidoso foi chamado, já nas décadas de 1960 e 1970, para defender as cores da Vidrobrás, atual Saint Gobain nos disputados campeonatos organizados pelos trabalhadores das indústrias locais. De acordo com seu depoimento, jogou em vários campos do grande ABC, inclusive em Paranapiacaba contra o time local, de nome intrigante: Caixa de Fumaça.

Porém, assim como outros jovens futebolistas da época, Rimaza foi logo procurar emprego. Inicialmente tentou ingressar na Prefeitura de Mauá para ocupar o cargo de Auxiliar de Agrimensor; sem sucesso consegue colocação no escritório de contabilidade Gonzaga. Mais tarde vai trabalhar na Vidrobrás, entre 1961 e 1971, ocupando diferentes funções, inclusive o elevado posto de Assistente de Diretoria.

Nesse contexto ocorre o golpe militar de 1964, responsável pela queda do presidente constitucional de João Goulart e pela profunda alteração do sistema partidário brasileiro. Por meio do Ato Institucional n o 2 de 27 de outubro de 1965, o presidente militar Castelo Branco aboliu todos os partidos existentes, e criou dois novos: a Aliança Renovadora Nacional – ARENA e o Movimento Democrático Brasileiro- MDB.

Mesmo assim, nos municípios brasileiros as eleições eram realizadas, apesar do bipartidarismo, extinto apenas em 1978. Em Mauá nas eleições de 15 de novembro de 1972, as urnas consagram a vitória de Amaury Fiovaranti, pelo MDB com 16.729 votos contra 8227 de Élio Bernardi da ARENA.



Rimaza eleito vereador pelo Movimento Democrático Brasileiro de Mauá foi, ao longo de seu mandato, indicado pelos seus pares para ocupar a Presidência da Câmara. Nesse período apresentou, entre outros, os seguintes projetos: Plano para urbanização do Parque São Vicente; criação do Centro Social do São João e do SESI do Jardim Zaíra. Na presidência da Câmara, também, concedeu títulos de cidadão Mauaense ao Cônego Belizário, Coronel Erasmo Dias e Ester de Figueiredo Ferraz.

Concluído o mandato em 1976, opta por não candidatar-se ao cargo de vereador para concorrer ao de vice- prefeito na chapa encabeçada por Manuel Moreira, candidato pela ARENA. Na ocasião, entretanto, as urnas confirmaram a vitória do MDB com Dorival Rezende como prefeito e Éden Brasil da Paz vice.

A partir de então, Rimazza participou da administração do Prefeito Lincoln Grilo em Santo André, durante três anos. Também foi chefe de transporte na primeira administração do prefeito de Mauá Leonel Damo de 1982 a 1988. Mais tarde trabalhou com o ex-prefeito José Carlos Grecco em 1992, na Secretaria de Assuntos Jurídicos, por quatro anos. Já durante a primeira administração do prefeito Osvaldo Dias, em 1997, ocupou cargo de expressão administrativa. Dessa forma, segundo seu testemunho foram dezoito anos dedicados à vida pública. Hoje, aposentado, atua em seu escritório de advocacia no centro da cidade.

Contudo, ao longo das últimas décadas Rimazza tem participado ativamente de eventos culturais e sociais no município. Com tais perspectivas, foi diretor de Marketing da Associação Atlética Industrial e da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Mauá além de membro da Rotary Clube de Mauá. Também contribuiu significativamente para o registro da história de Mauá. Inicialmente como membro da Comissão de Memória de Mauá, responsável pela elaboração do livro De Pilar a Mauá do jornalista Ademir Médici. Em seguida fornecendo dados e relatos para a publicação de Associação Atlética Industrial e os Campeonatos do grande ABC também idealizada por Ademir Médici.
www.camaramaua.sp.gov.br/camara/pgMemoriaLegislativo.aspx
Share on Google Plus

Sobre Alex Shinobi

Esse texto foi trazido até você pela Equipe Mauá Memória a cidade Ontem e Hoje, ajude nosso trabalho divulgando nosso site ou enviando fotos antigas, notícias da cidade e coisas que acontecem no seu bairro entre em contato: mauamemoria@gmail.com