Carnaval em Mauá 1957 parte I

Na foto, momento em que discursava o Sr. Prefeito Municipal, após ter feito 
a entrega simbólica da Chave da Cidade, à Sua majestade, Rei Momo I e único.


Carnaval em Mauá 1957 parte I

Bem diz aquele velho ancião de longas barbas brancas, que o carnaval hoje em dia, já não tem mais graça, e entre suspiros e saudades evoca os velhos carnavais passados onde a animação e a alegria imperavam em todos os setores, muito ao contrário de hoje em dia onde o Carnaval é festejado entre quatro paredes nos salões de baile, naqueles velhos tempos os festejos tinham suas maiores atrações nas vias publicas, com desfiles majestosos de carros alegóricos, blocos, cordões ricamente uniformizados, mascaras, fantasias etc.

Tudo era alegre naqueles bons tempos que jamais voltarão; velhos, crianças, todos tinham as suas oportunidades.
Os clubes se esforçavam criando carros alegóricos e cordões uniformizados para disputarem a melhor apresentação e com isto só tinham a lucrar pois angariavam cada vez mais a simpatia do povo, Hoje está tudo mudado, nada mais existe pelas ruas e raramente podemos apreciar a uma bela fantasia, e aquele velho ancião de longas barbas, já não sai mais de casa nos dias de Carnaval, e com razão, pois já não tem mais nada o que ver pelas ruas.

Porém este ano, tivemos em Mauá um pequeno Carnaval de rua, não foi nada de extraordinário é verdade... Mas foi algo diferente, algo que quebrou um pouco da monotonia dos atuais carnavais e que trouxe um pouco de alegria para aqueles que não freqüentam salões e que se divertem apreciando o Carnaval de rua.
E graças ao esforço dos diretores da Agremiação Esportiva Porcelana Real, nossa cidade pode contar neste ano com a visita de Ss Mm Rei Momo primeiro e único em um belíssimo carro alegórico em forma de um barco, ornamentado por quatro lindas princesas caracterizadas e mais um conjunto composto de uma Escola de Samba, Baliza, Garotas uniformizadas etc..



Ss.Mm, Rei Momo, desembarcou às 19h40, na noite de sábado na estação da E.F.S.J, onde estava sendo aguardado pelo carro alegórico que o transportaria pelas ruas da cidade e por uma multidão que o aguardava com ansiedade, em seguida, dirigiu-se pela Av. Barão de Mauá até o local onde se acha situado o prédio da Prefeitura, parando ali para receber entre vivas e aplausos a chave da cidade, entregue pelo D.D Prefeito Enio Brancalion que dirigiu em seguida belíssimas palavras ao Rei e ao público presente, expressando entre elas os votos de um feliz Carnaval para o seu povo, após as solenidades ali realizadas, o Rei seguiu com seus súditos rumo ao "colosso da Comarca" onde reinaria por algumas horas, Lá chegando, foi recebido por uma comissão de diretores da A.E Porcelana Real,não somente trouxe um pouco de alegria, como também levou para bem alto o nome de Mauá, representando nossa cidade nos festejos do Carnaval do povo, realizado em Santo André sob patrocínio da Radio Clube daquela cidade, trazendo para nós os prêmios correspondentes a: O mais belo carro alegórico, A melhor escola de Samba e O melhor cordão, entre outros prêmios a cobiçada taça "Osvaldo Gimenes"

Eu, que acompanhei a este espetáculo em todos os minimos detalhes, posso com absoluta autoridade descrever toda sua grandeza, e posso garantir também, que entre a multidão que se comprimia pelas ruas da cidade existiam muitos anciões de longas barbas brancas, sorrindo alegremente matando um pouco da saudade dos velhos Carnavais passados.


Folha de Mauá, nº 202 – 23 de Março de 1957
Share on Google Plus

Sobre Alex Mauá

Editor Chefe do site: Alex Mauá, O portal Mauá Memória tem como objetivo divulgar os trabalhos culturais de nossa região, além de também divulgar outros aspectos da cultura como a preservação da história local e de costumes regionais, quer divulgar seus trabalhos culturais no site? é só enviar um email para: abcgeek@outlook.com