Estabelecimentos Industriais 1930-1940

Estabelecimentos Industriais

O incremento principiado no inicio deste século, no período do 1923 a 1944, deu a Mauá a verdadeira vocação industrial, que constou dos seguintes estabelecimentos:

Companhia Cerámica Mauá (tigelas e pratos) fundada em 1923 na Av. Barão do Mauá s/n.

Fabrica do Louças do Pó de Pedra Paulistana, a  primeira do bairro do tanque e que desde 1923 pertencia a firma  Manetti & Pedoiti & Cia. Com  seus oito alqueires e meio, quatro pavilhões que cobria dois mil e novecentos metros quadrados, era administrada pelo gerente Guido Monteggia.
 
Brasilusa
Fábrica Nacional de Artefatos de Porcelana Brasilusa fundada em 1925 por  Antonio Garcia Vilella na rua Santa Helena
 
João Jorge Figueiredo
Fábrica de Louças Mauá (Luso) da Com. Ind, João Jorge Figueiredo (pratos, xícaras, pires), fundada em 1926 na Av. Barão de Mauá em área de quatro mil metros quadrados. Foi por muito tempo dirigida por Genor Freire de Moraes.

Sebastião Brisanti & Lippi (artefatos de cantaria), fundada no dia 1° de janeiro do 1926 no bairro Itapeva.

Em fevereiro de 1927 Carlos Martins da Rocha solicitava da Câmara Municipal do São Bernardo, isenção total de impostos municipais, durante dez meses, para uma fabrica de tecidos de lã nesta Localidade. E a lei Nº 261, de 29 de outubro do mesmo ano o isentou do imposto de indústria e profissões, como solicitara, para sua fabrica do lã e juta, denominada Nossa Senhora da Vitória.

Laboratório Cléo
Laboratório Cléo fundado em 1929, na Farmácia Santa Terezinha da Av. Morélli, pertencente a Antonio Braga. E seus produtos eram; antiepilético, drenobil para a drenagem  das vias hepatos-biliares, óleo para a higiene das senhoras e etc.

Metalúrgica  Mauá
Metalúrgica  Mauá, da firma Koneckny Braga & Cia. de que faziam parte Antonio Braga, Alberto Koneckny, José Lacerda e João de Azevedo, foi fundada na Av. Barão do Mauá em janeiro de 1930.
 
Curtume Mauá
Cortume Mauá Ltda. (curtume, correias) da Rua Dr. Justino Paixão, datada de 1932.
Padaria São Geraldo, do Inocêncio Rodrigues, fundada em janeiro de 1933 na Av. Barão de Mauá.
Assad Miguel (conserto do calçados) na mesma Av. Barão do Mauá, em 1933.
Nicolau Perrella (Olaria) na Av. Barão de Mauá, de 1934
Henrique Poell & Cia. Ltda., Fábrica de Artefatos do Cerâmica, fundada em 1935 na
Rua Rui Barbosa.
Cerâmica Santa Helena, na rua homônima e pertencente a Gomes Chiarotti; & Cia.
de José Gomes e João Chiarotti fundada em 1º de dezembro de 1935.
Silvio Milans & irmão (cantaria), fundada em 20 de janeiro de 1936 na Av. Barão de Mauá.
José Anselmi (pães) em 1936 na Rua Dr.Justino Paixão.
Porcelana Mauá SA. (xícaras, pratos e pires) na Av. Barão de Mauá, fundada no dia
11 de fevereiro de 1937.
Miguel Agnello (artefatos de pedra), datada de 31 de fevereiro de 1937.
Soc. Prog. Agrícola &Ind. S.A.(álcool, milho, farinha e etc.) na Várzea do Capitão
João, em 1937.
Cerâmica Mauá. Ltda. (louças) em 1º de junho de 1938 na Av. Barão de Mauá
J. de Cerqueira Leite, Fábrica de Artefatos de Porcelana, 1º de julho de 1938.
Pedreira Granito Miguek Cascaldi (artefatos de cantaria), datada de 30 de outubro de 1938.
Lazaro Ferreira Melo, Olaria da Fazenda Oratório, datada do 1° do outubro de 1939.
Albrisi & talento (curtume), Rua Justino Paião e datada de 1939.
João Batista de Godói (tijolos) no sítio do sertão, de 1939
Industria Metalúrgica Arte Nova (Torneiras), do 18 de janeiro do 1940 na Av. Barão de Mauá. 
Maria de Paula Lopes (Olaria), de 17 do agosto do 1940.
Luiz Antonio Sorrentino, de 1941 na Av. da Saudade (pedras).
Luiz Nobi (pães) em 1941 na Av. Barão de Mauá
Antonio Mariano (conserto de calçados), na Rua Capitão João, do 1941.
Américo Perre11a (tijolos) de 1942 na Vila Morelli.
Irmãos Milanezi (paralelepípedos) na Av Barão de Mauá. de 1942.
Vicente Agnello (paralelepípedos) na Rua Capitão João, do 1942.
Hugo Liebert (extração de areia e pedregulhos), fundada em 1943 no Bairro Itapeva.
lrmãos Muzeiti (desdobro de pedra) Bairro do Guapituba em 1943.
Beber Fenotello & Cia. (acessórios para luto) em 1943 e situada na Capitão João nº 1915  ou simplesmente Estrada de Ribeirão Pires como era chamada.
Naoki Okada (extração de lenha), de 1944 na fazendo Oratório
Companhia de Produtos Químicos Industria Mauá (Química para curtume) de 1944 na Av. Barão de Mauá.
Rodolfo Rossi (conserto de calçados) na Av. Barão de Mauá, de 1944
Ângelo Zolli (reguladores para chocadeiras) em 1944 no sitio Bocaina.

Fonte: Informativo da PMM 1977


Share on Google Plus

Sobre Alex Mauá

Esse texto foi trazido até você pela Equipe Mauá Memória a cidade Ontem e Hoje, ajude nosso trabalho divulgando nosso site ou enviando fotos antigas, notícias da cidade e coisas que acontecem no seu bairro entre em contato: mauamemoria@gmail.com