Na época das sanfonas


Atualmente, os conjuntos utilizam-se de instrumentos musicais totalmente diferentes daqueles com os quais se apresentavam em épocas passadas. Aliás, como tudo no mundo, também na música observamos transformações significativas, as quais para alguns significam progresso e avanço, enquanto que para outros retratam a falta de bom gosto e, até, perda da identidade cultural.

Seja como for, o fato é que antigamente aprender a tocar determinado instrumento não era tão simples como nos dias atuais. Além da complexidade inerente aos instrumentos não havia o avanço tecnológico de hoje. Só para lembrar , a famosa sanfona, com nada menos de 37 teclados na mão direita, era capaz de emitir até 80 baixos. Para tanto o músico deveria dominar os botões correspondentes, dispostos do seu lado esquerdo, contrapondo-os numa harmonia perfeita com o abrir e fechar do instrumento.

Apesar das dificuldades, a população de Mauá contara desde o início da década de 1950 com pelo menos dois grandes mestres na arte musical: Guerino Volpi, primeiro professor a ministrar aulas de sanfona, acordeom e violino, com as quais criou a Academia Mascarenhas de Música de Mauá, e, também, D. Aparecida Zacarelli, professora de piano e fundadora do Conservatório Musical de Mauá.

Com o repertório formado de música popular brasileira, boleros, valsas e até tangos, o conjunto musical Academia Mário Mascarenhas apresentava-se em vários locais na cidade, tais como, no cine Santa Cecília, no clube da Real, no antigo Industrial, dentre outros. Também eram convidados para animar as festas de formatura e, ainda, para fazer apresentações beneficentes. 

Com o sucesso alcançado, surgiram novas oportunidades para o grupo divulgar o seu trabalho. Assim, participaram de concursos, inclusive no Rio de Janeiro, quando se apresentaram juntamente com outros grupos da Academia de Música Mário Mascarenhas local, formando 1500 harmônicas no Maracanãzinho, em meados da década de 60. Mais tarde, chegaram a participar dos famosos programas de auditório do então canal 7, cuja apresentadora, Clarice Amaral, não lhes poupava merecidos elogios. Entre os alunos que mais se destacaram, o professor Guerino cita a pianista Maria Regina Volpi, a qual, após oferecer vários concertos em Mauá e região, foi aprofundar estudos na Alemanha, onde ainda hoje faz sucesso.

William Puntschart
Share on Google Plus

Sobre Alex Mauá

Esse texto foi trazido até você pela Equipe Mauá Memória a cidade Ontem e Hoje, ajude nosso trabalho divulgando nosso site ou enviando fotos antigas, notícias da cidade e coisas que acontecem no seu bairro entre em contato: mauamemoria@gmail.com