Anos 60: Antiga Travessia para a Avenida da Saudade

Acervo Museu Barão de Mauá

Comentários retirados do Grupo Mauá Memória no Facebook

Edson Bueno de Camargo "Av. Brasil com Rio Branco, do outro lado da linha do trem, com os jardins ao centro a Avenida da Saudade."
17 de novembro de 2011 às 21:55 ·

Alex Martins "é aquela região antes do viaduto?"
18 de novembro de 2011 às 08:03

Edson Bueno de Camargo "A construção do viaduto sacrificou todas as casa de moradia.
Era o acesso natural dos moradores da Vila Vitória para o Centro, descíamos a Avenida de Saudade, passávamos pela passagem de nível da linha do trem, que já era ilegal naquela época, e seguíamos a Rio Branco."
18 de novembro de 2011 às 13:01 ·

Edson Bueno de Camargo Houve casos de atropelamento de pessoas pelo trem.
Outro fato curioso é que em uma cadas casas, não me lembro ao certo, havia um macaquinho, que para nós moleques era uma atração à parte.
18 de novembro de 2011 às 13:03 ·

Renato Alencar Dotta "A foto é do começo dos anos 70?"
18 de novembro de 2011 às 13:18 ·

Edson Bueno de Camargo "Correndo o risco de errar, final dos 60 começo dos setenta."
18 de novembro de 2011 às 13:21

Renato Alencar Dott "a Sim, acho bem possível..."
18 de novembro de 2011 às 13:24

Edson Bueno de Camargo "Deve ser mais antiga pela ausência de pavimentação, lembro-me dela já com a pavimentação de paralelepípedos, que na época chamávamos de "macacos", os paralelos, devem estar lá ainda por debaixo do asfalto."
18 de novembro de 2011 às 13:28

Renato Alencar Dotta "Mas não muito mais antiga, creio, pois as casas ali dos lados da Avenida da Saudade têm uma arquitetura relativamente moderna (ao contrário da casa no primeiro plano..."
18 de novembro de 2011 às 13:53 ·

Edson Bueno de Camargo "Sim, concordo, não dá para ver direito, mas a casa no primeiro plano, parece de taipa, ou tijolo sem reboco."
18 de novembro de 2011 às 13:55 · Curtir · 1

Renato Alencar Dotta "No primeiro plano, é tijolo sem reboco, mesmo."
18 de novembro de 2011 às 14:01 · Curtir · 1

Edson Bueno de Camargo "Detalhe das telhas quase atezanais, provavelmente produzidas por aqui mesmo. A telhas francesas foram novidade do final dos anos 40."
18 de novembro de 2011 às 14:05 ·

Marcos Hummel "Encostado a linha do trem tinha um campinho chamado areião."
19 de novembro de 2011 às 14:21 ·

Anibal José Albertini "Joguei futebol lá....."
19 de novembro de 2011 às 16:17 ·

Edson Bueno de Camargo "bacana a lembrança, já não lembrava do campinho, joguei lá também."
19 de novembro de 2011 às 20:49 ·

Marcos Hummel "Eu não peguei esta fase, mas, conseguia ver o campinho da minha casa. Meu irmão jogou muita bola lá, e também caçava rãs. rsrs"
20 de novembro de 2011 às 11:07 ·

Angela Della Betta Dambowy "A casa da esquina da Avenida das saudades onde tem um bar era de meus tios, olha só o caminhäo tanque estacionado ao lado da casa. meu tio trabalhava na Shell...eu me lembro do macaquinho tbm, qdo ía para a escola(Viscondinho) passava pela casa para vê-lo...passei bvoa parte de minha infância nesse pedaco ..."
14 de abril de 2012 às 09:18 ·

Telma Bozzatto: "Não eram tempos maravilhosos?"
14 de abril de 2012 às 20:31 ·

Angela Della Betta Dambowy "Sim prima, foram os melhores de minha vida."
16 de abril de 2012 às 06:36 ·

Edson Bueno de Camargo "Tenho muita saudades das pessoas, principalmente de meus avós maternos, mas a gente sofria para caramba também. rsrsrs"
16 de abril de 2012 às 21:34 ·

Telma Bozzatto "Quanta beleza natural e simplicidade heim? Quem diria que ali seria o viaduto da saudade?"
17 de abril de 2012 às 19:20 ·

Cleusa Ap Gonçalves "O nome desta rua de terra é Rio Branco."
18 de abril de 2012 às 01:17 ·

Edson Bueno de Camargo "Na verdade não a Rio branco vai para o Itapark, esta ai é acesso para a Rua Brasil, que vai dar no Santa Lídia e no Parque das Américas.Esta passa ou passava por baixo da Uniroyal, a rio Branco passa por cima, esta rua é uma travessa da Rio Branco."
18 de abril de 2012 às 01:47 ·

Cleusa Ap Gonçalves "Edson pode ir conferir é Rio Branco até inicio da brasil, até a esquina onde tem um bar, vou pegar até que nº pra te passar corretamente, tenho revendedoras que moram lá por isso fiquei sabendo."
18 de abril de 2012 às 02:01 ·

Edson Bueno de Camargo "Fui consultar os mapas e não é que é rua Rio Branco mesmo, meus perdões, acabei de solucionar um equívoco de décadas de minha parte, para mim a Avendia Itapark só começava na Rua Bandeirantes, mas não, é Avenida Itapark a partir do viaduto, e a Rio Branco continua até o final da antiga Uniroyal."
18 de abril de 2012 às 02:01 ·

Edson Bueno de Camargo "Vivendo e aprendendo."
18 de abril de 2012 às 02:02 ·

Cleusa Ap Gonçalves "Quando você vem do centro pela Rio Branco ela continua nesta rua embaixo do viaduto passa a igreja água viva(antiga Uniroial)tem mais uma pequeno.trecho ate o bar ai começa av. Brasil, A Av.Itapark começa ao passar o farol,seguindo reto ou descendo o viaduto da saudade entrando a direita é o inicio da av.Itapark."
18 de abril de 2012 às 02:13 ·

Nestor Garcia Paterna "A primeira casa é do seu manoel e da vó carioca e da minha querida sogra dona maria"
6 de fevereiro de 2013 às 09:17 ·

Telma Bozzatto "Andei muito aí com minhas tias indo visitar parentes na Vl. Vitóra onde moro hoje."
14 de fevereiro de 2013 às 21:45 ·

João Theodoro Moraes "ESTA É A CASA ONDE EU NASCI E TIVE MINHA MELHOR DA MINHA INFÂNCIA SAUDADES."
18 de fevereiro de 2013 às 07:32 ·

Francisco Silva: SAUDADES +- 1955: Lado Esquerdo Existia a Chácara Antonieta Pantano ( Fazia Bolo ) mais a frente tinha sapataria do João Cavreti !!!
25 de fevereiro de 2013 às 21:00 ·

Conceição S Lourencetti:  Trabalhei com Sr. Manoel Teodoro na antiga Atlantis e fui algumas vezes numa dessas casas brincar com a Inês e a Regina suas filhas sr não me falha a memória. Conhecia toda a família enclusive a vó carioca. Ai bons tempos, muitas saudades de amassar barro.
26 de fevereiro de 2013 às 08:01 ·

Cleusa Ap Gonçalves:  Embaixo do Viaduto Certo?
12 de março de 2013 às 20:30 ·

Samuel Nogueira: Saudades do meu tempo de criança

Obrigado a todos os comentários que enriquecem as imagens no nosso grupo Mauá Memória
Share on Google Plus

Sobre Alex Mauá

Editor Chefe do site: Alex Mauá, O portal Mauá Memória tem como objetivo divulgar os trabalhos culturais de nossa região, além de também divulgar outros aspectos da cultura como a preservação da história local e de costumes regionais, quer divulgar seus trabalhos culturais no site? é só enviar um email para: abcgeek@outlook.com