Melhoramentos e inaugurações diversas 1926 – 1974

Industria Atlantis, Acervo Museu Barão de Mauá

Em dezembro de 1926 a Comissão de Obras e Higiene da Comarca de S.Bernardo, representando os moradores de Guapituba solicitava subvenção para a escola particular que, era regida pelo Prof. Antonio Nunes Vieira.
No mês de fevereiro do ano seguinte, Isaltino Celestino dos Santos, solicitava na municipalidade, isenção de impostos referentes a 1926 para seu pequeno Cine Ideal, de Mauá.
A Corporação Musical Lira de Mauá fundada em 1934 fora a primeira banda local.
O comerciante Augusto Turko, fundou no dia 9 de abril de 1934, o bar da Estação, em frente á Avenida Barão de Mauá.

Na rua Rio Branco o mauaense, Afonso Thomaz que fora juiz de paz local em 1936 se tornou proprietário de um armazém.
Em 1° de dezembro de 1938 surge a Agremiação Esportiva de Mauá.
Na década de 1940, quando Mauá mais parecia uma floresta virgem, o Padre Eduardo Roberto Batista como responsável da Juventude Operaria Católica, Julgou-se como lugar ideal para a construção de uma Colônia de Férias. E com sacrifício dos operários e após os excelentes resultados alcançados com uma campanha lançada em São Paulo, fizera a Colônia e uma Capela na Av.Dom José Gaspar. E entre 1946 e 1947 o famoso pintor EMERIC MARCIER, pintou a referida Capela, enquanto o pedreiro rebocava de dia, e a noite a pintura era por Marcier executada a luz de vela. Cujas pinturas retratavam com lealdade o realismo de certas paisagens bíblicas, destacando-se os afrescos da “Santíssima Trindade” e “Adoração ao Bezerro de Ouro” e etc.
Para o alargamento da Avenida Barão de Mauá na esquina da Rua Dr. Justino Paixão, a municipalidade andreense despapropriou pela lei n° 515, de 28 de setembro de 1949 a propriedade de Benedito Leme Brisola.

A Indústria Brasileira de Pigmentos surgiu em junho de 1954.
Em 1957 circulava em Mauá, dois jornais que eram: “A Folha de Mauá” e “O Imparcial”. E neste mesmo ano foi instalado no mês de abril a 1° Agencia Bancária Local, do Banco Brasileiro de Descontos.
Em 1960 com a finalidade de fundir o desporto de Mauá, surgiu a Liga Mauaense de Futebol, filiada a Federação Paulista de Futebol. E São filiados os seguintes clubes: A.A Industrial, A.E. Mauá, Independente F.C, E.C Cerâmica, Vila São Jorge F.C, São João F.C, F.C Bandeirantes, Vila Assis Brasil Clube, E.C. Ordem e Progresso, América F.C., A.A Palmeiras, E.C Jardim Zaíra, G.R. Vidrobrás, Santos F.C., E.C Vila Noêmia, E.C. Corinthians de Mauá, C.A. Vila Vitória, União Esportiva São Pedro, Copalam E.C., A.A. São Vicente, C.A. Mineiro de Mauá, S.A. Sonia Maria, C.A Itapeva, J.Mauá F.C.,
G.R Bragussa, S.C Blumoon , E.C. Barão de Mauá, S.E. Nova Mauá, Parque das Américas F.C., E.C. IV Centenário, A.A. Vila Falk, Lara F.C, E.C Liquigás, Olaria F.C., G.R. Alcace, Mocidade F.C., E.C Itapark, Abr. Superfosfatos, A.C Comercial, R.E. Ibrape, G.R. Atlantis Brasil, E.C. Futebol Setenta, Santa Cecília F.C, E.C Jardim Lisboa e etc...
Em abril de 1960, entrou em funcionamento a Coletoria Estadual de Mauá.
No dia 16 de setembro de 1961 inaugurou-se o Banco Bamerindus do Brasil; em 5 de dezembro do mesmo ano o Banco São Caetano do Sul; em 11 de dezembro de 1962 o Banco Real; em março de 1964 o Banco Andrade Arnaud; em 23 de novembro de 1968 o Banco do Brasil; em janeiro de 1969 o Banco Noroeste do Estado de São Paulo; em 12 de junho de 1969 o Banco do Estado de São Paulo; em 1° de dezembro de 1969 o Banco Tozam e em 14 de outubro de 1970 o Banco Itaú.
O ajardina mento nipônico da Praça 22 de novembro, foi inaugurado no dia 8 de dezembro de 1961, aniversário da emancipação.

Na rua Bandeirantes, surge em 14 de agosto de 1962 a Plastistil Industria e Comércio de Plásticos Ltda.
Onde outrora existia Olarias na entrada da cidade, junto ao córrego Taboão, se instalou a Automasa – Mauá Comércio de Automóveis S.A. em abril de 1964.
E no mês de setembro daquele ano , inaugurou-se a Casa da Agricultura de Mauá.
A Lei Municipal de n° 1.033, de 12 de julho de 1968 criou o Serviço Autônomo de Águas e Esgotos.
Em 16 de junho de 1969 o Ambulatório Médico do Hospital e Maternidade Mauá entrou em funcionamento, Neste ano instalou-se também o Posto de Fiscalização Estadual.
As Obras do Centro Cultural Recreativo (biblioteca, piscinas, auditório e ginásio de esportes) que foram iniciadas pela administração de Élio Bernardi, concluíram-se em 7 de setembro de 1971 na gestão do Prefeito Américo Perrella, A Biblioteca Publica Municipal entretanto foi somente inaugurada no dia 25 de março do ano seguinte.

A Voz de Mauá
No dia 31 de maio de 1970 o Sr. Geraldo Antão Piedade Diretor responsável da Empresa Jornalística A Voz  de Ribeirão Pires (atual Emp. Jô. Vozes Municipalistas – Vomusa), fundou “A Voz de Mauá”, Aproximadamente a data de seu primeiro aniversário, a Câmara Municipal local conforme decreto lei n° 1174, de 23 de março de 1971 conferiu-lhe o conceito de Uilidade Pública.
Cuja direção fora depois entregue ao irmão daquele, Victoriano de Paula Piedade e , atualmente além deste dois encontra-se também Octacílio A. Faria.

Fonte: BOTACIN, Roberto. Mauá... Sua História. Ribeirão Pires: Combrig, 1979.


Share on Google Plus

Sobre Alex Shinobi

Esse texto foi trazido até você pela Equipe Mauá Memória a cidade Ontem e Hoje, ajude nosso trabalho divulgando nosso site ou enviando fotos antigas, notícias da cidade e coisas que acontecem no seu bairro entre em contato: mauamemoria@gmail.com