Dorival pede peças históricas para o Museu da Casa do Barão de Mauá



O prefeito Dorival Rezende, está solicitando aos munícipes a doação de documentos, móveis, utensílios, quadros ou quaisquer outros objetos de valor histórico, para integrar o acervo dia Casa do Barão de Mauá, que está sendo restaurada e será transformada em Museu.

As doações serão certificadas pela administração municipal, em livro próprio, consignadas para a posteridade no próprio museu, que possivelmente será inaugurado no dia 6 de novembro próximo. Atualmente, a chamada Casa do Barão, localizada na confluência das ruas Tamandaré com a Dr. Getúlio Vargas (proximidades da Praça da Bíblia), está sendo restaurada de acordo com as características originais da casa da época em que foi construída.

Em 1883 a São Paulo Railway atual Estrada de Ferro Federal Santos a Jundiaí — inaugurou no Vale do Tamanduateí, no povoado que se desenvolvia onde é hoje o centro de Mauá, a Estação do Pilar. Este foi o núcleo em função do qual se desenvolveu a cidade de Mauá.

A mudança de nome da Estação do Pilar para Mauá no ano de 1926, deu-se em homenagem a Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá. fundador da São. Paulo Railway e supervisor: da construção da mesma. Em 1826 Irineu Evangelista de Souza havia adquirido uma fazenda na região, onde se fixou temporariamente durante as obras de instalação da ferrovia.

CASA DO BARÃO

A chamada Casa do Barão de Mauá foi declarada de utilidade pública em abril de 1975, e, em abril do ano seguinte avaliada em mais de 300 mil cruzeiros (cruzeiro antigo). A casa — de oito cômodos, feita de barro apiloado —, que serviu várias vezes de moradia ao Barão de Mauá, é imponente. Lembra muito a casa de pousada de D. Pedro II, ao lado do Museu do Ipiranga. Sua arquitetura característica lhe dá um toque que a diferencia das demais casas velhas existentes em Mauá.

Trata-se do mais importante patrimônio histórico do Município, embora este valor esteve sendo cada vez mais comprometido, pela depredação da qual o próprio tempo se encarregou. Todavia, graças à interferência do prefeito Dorival Rezende a casa foi finalmente desapropriada em abril de 1980.

“Embora permanecesse ainda relegada ao segundo plano por mais esse tempo devido às obras prioritárias do Município, finalmente hoje essa oasa está sendo restaurada para preservar a memória da cidade”, declarou o prefeito Dorival Rezende, que espera inaugurar mais “essa importante obra de minha administração no dia 6 de novembro”.

RESTAURAÇÃO

Desmentindo rumores de que a Casa do Barão está sendo descaracterizada com a restauração — como exemplo a troca das telhas — a Coordenadoria de Obras Públicas da Prefeitura de Mauá explica que o telhado existente antes desta reforma “não era o original, pois na época em que a casa foi construída não existia esse tipo de telha retangular, a denominada telha francesa, a telha comum existente hoje na maioria das residências. A telha existente na época era do tipo meia cana, um pouco maior do que essa telha meia redonda que existe atualmente e que é conhecida como telha' estilo colonial”.

Essa telha tipo meia cana, segundo explicou o engenheiro Norberto, responsável pela obra, “é feita a mão e nós encontramos uma pessoa que as fez para a Prefeitura de Mauá. Portanto, é mentira que o telhado da Casa do Barão ficará com telha não originais da época”.

O engenheiro ainda explicou que a Casa do Barão foi construída com barro apiloado: “Eles faziam as partes das paredes de tábuas, em tipo de forma, onde o barro era colocado e amassado até ficar em condições, depois de algum tempo, de ficar uma parede compacta”.

E quanto ao degrau de pedra que foi colocado na porta, Norberto disse que é de pedra, “costume da época, agora se existia ali ou não um degrau, como nós vamos saber? A casa está sendo restaurada dentro das características da época e o principal, os cômodos, que são em número de oito, estão intactos”.

Norberto ainda explicou . que estão sendo restaurados: pisos, inclusive paredes, portas, janelas e também está sendo feito um passeio em volta da casa, complementado com um jardim.

A Voz de Ribeirão Pires, 14 de outubro de 1982
Share on Google Plus

Sobre Alex Mauá

Editor Chefe do site: Alex Mauá, O portal Mauá Memória tem como objetivo divulgar os trabalhos culturais de nossa região, além de também divulgar outros aspectos da cultura como a preservação da história local e de costumes regionais, quer divulgar seus trabalhos culturais no site? é só enviar um email para: abcgeek@outlook.com