Estação de trem de Mauá, região das porteiras anos 70 Estação de trem de Mauá, região das porteiras anos 70 | Mauá Memória, história e Cultura

                                   
Estação de trem de Mauá, região das porteiras anos 70, essa região traz bastantes saudade em quem passa por ali hoje, antes tínhamos as  porteiras com o tradicional "trim, trim, trim" para aguardarmos o trem passar e em volta essa passagem tinha 3 bancas de jornais e livros e uma banca espirita que vendia diversos livros da doutrina, naquela época tinham também bancas com gibis usados ali que até meados do final dos anos 90 mesmo com a passarela ainda continuavam ocupando aquela região.
No entorno a gente tinha diversas árvores principalmente na rua Rio Branco e muitas barraquinhas que vendiam doces diversos.

Você tinha duas opções para ir até a Prefeitura de Mauá ou você ai pela passarela e tinha a opção de passar na frente das bancas de revistas ou você pela passarela que balançava muito e você pode a ver ao fundo na foto.

Quando eu era criança e meu pai ia na Prefeitura de Mauá eu gostava que ele fosse pelas "Porteiras" por que ai eu pedia para comprar revistas e gibis de super heróis.
Essa época a região era bem arborizada e calma mesmo sem o calçadão o tráfego de carros não era tão grande por ali e você podia andar tranquilamente pelo centro.

Esse trem da foto é um dos mais tradicionais e ficou em atividade até meados dos anos 2000 e diferente dos trens espanhóis, esse você podia abrir o vidro para entrar um pouco de ar e um dos problemas era não ter ar condicionado e sim um sistema antigo de ventilação no teto que distribuía o ar frio durante os dias quentes e era um sério problema nos dias frios.

Essa passarela do centro ao fundo segundo algumas pesquisas que fiz foram instaladas em 1909 segundo um relatório que consegui do ministério da Agricultura da época e segundo ele a maioria dessas passarelas que existiam tanto em Mauá como em cidades como Rio Grande da Serra, Santo André, Ribeirão Pires entre outras foi instalado nesse período em nossa região.

Texto e pesquisa: Alex Ferreira