Vista aérea de 1937 do então distrito de Mauá Vista aérea de 1937 do então distrito de Mauá | Mauá Memória, história e Cultura


 

Por William Puntschart

Vista aérea de 1937 do então distrito de Mauá, na qual destacamos seguintes marcos:

A) Casarão bandeirista de arquitetura colonial paulista, antiga sede da Fazenda Bocaina, hoje Museu Barão de Mauá. 

B) Tanque da Paulista: além de reservatório construído pela fábrica homônima, tornou-se local de lazer.

C) Fábrica de louças de pó de pedra Paulista: inaugurada em 1923, foi denominada, em 1943, Cerâmica Mauá. Encerrou suas atividades em 1965.

D) Comércio e Indústria João Jorge Figueiredo, antes denominada Fábrica Grande. Hoje no local funciona o SESI, na entrada do Zaira.

E) Indústria de Cerâmica Cerqueira Leite. Entre 1937 e 1970, forneceu artigos para a eletrificação de estradas de ferro, além da barragem do Rio São Francisco

F) Atlantis do Brasil: Indústria química inglesa, a qual, desde 1934, descartava enxofre e outros resíduos no leito do Tamanduateí. 

G) Porcelana Mauá: Pioneira no ramo de porcelana fina no Brasil

H) Estação de trem: Antiga Estação do Pilar 

I) Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo: Dedicava-se á moagem de sal.

J) Atual Avenida João Ramalho: asfaltada na década de 1950 na gestão de Ennio Brancalion, cujo mandato não era renumerado.

Original: José Carlos Tamagnini, filho do ex sub prefeito Tercílio Tamagnini. 

Postar um comentário

Seja bem vindo e deixe sua mensagem