INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL


Segundo o boletim da Secretaria da Agricultura, Industria e Comércio do Estado de São Paulo de 1939 que destaca os estudos sobre ouro em São Paulo, existiam sim minas de ouro no estado de São Paulo em diversas regiões muitas dessas hoje são bairros superpovoados, mas aqui no site apresentaremos cada local citado nesse estudo e os dados geográficos dessa pesquisa nesta edição apresentaremos a cidade de Mogi das Cruzes.  

Mineral: Ouro

Localidade: Sitio da Dona Olga no Km. 4 da Estrada de Casa Grande

Município: Mogi das Cruzes

Composição Quimica, teor, análises

A analise de uma amostra de cascalho colhida pelo Dr. Plinio de Lima revelou um teor de 4grs. por tonelada. Uma outra, menos de uma grama por tonelada. (Análise do Dr. Fernando Galha).

Segunda pesquisa

Mineral: Ouro

Localidade: Ouro Fino no Morro do Colégio

Município: Mogi das Cruzes

Proprietário, Títulos, Etc.

Diversos proprietários em Mogi das Cruzes.

Formação Geológica:

Micaxisto gneisse em contato com granito porfírico, O morro do Colégio é composto de granito porfírico.

Aluviões auríferas e lavras antigas de uma extensão de mais de 1km ao longo do córrego das Lavras, afluente do rio Taiassipeba Mirim.

Nas cabeceiras do córrego das Lavras foram encontradas pelo autor, nos micaxistos, vieiros de quartzo aurífero. Os afloramentos desses vieiros existem perto do contato dos micaxistos com granito porfírico.

Composição Mineralógica

O ouro foi encontrado em paletinhas finíssimas nas aluviões as quais se compõem de seixos de quartzo leitoso, feldspato decomposto e turmalina preta. No resíduo pesado predominam grãos de zircônio branco e minérios de ferro.

Postar um comentário