INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL

 


A cidade de Mauá é relativamente jovem. Foi emancipada do Município de Santo André em 1954.  Porém sua história iniciou bem antes. A cidade começou a ser habitada entre os séculos 17 e 18 com a chegada dos primeiros sesmeiros (homens que recebiam lotes de terras dos reis de Portugal com o objetivo de cultivá-las) responsáveis pelas grandes fazendas ao redor da Capela Nossa Senhora do Pilar. Daí o nome como era conhecida no inicio: Pilar.

Entre os primeiros moradores estavam Antonio Franco da Rocha e Capitão João José Barbosa Ortiz, juiz de paz de São Bernardo do Campo. Mas não demorou muito para que novas casas e comércios fossem atraídos e o lugar começasse a se expandir. Foi assim que o vilarejo recebeu o primeiro engenho de açúcar, construído por Lourenço Pinto. Vieram também a serraria de Bernardo Monelli, a primeira cerâmica e fábrica de anilina instalada por Manente Pedotti e a fábrica de moagem de trigo construída por Norza e Rozazza.

O famoso Barão de Mauá passou a fazer parte da história da cidade em 1861, ao comprar duas fazendas na região: a Caguassu e Capoava, ambas do Capitão João e de suas irmãs Escolástica Joaquina e Catharina Maria. A partir daí passou a ser um grande proprietário de terras no local, mesmo morando no Rio de Janeiro.

A estrada de ferro inaugurada na cidade em 1883 em parceria com os ingleses, impulsionou o crescimento da cidade. A Estação do Pilar, como foi nomeada, passou a  se chamar Mauá em 1926 em homenagem ao Barão e Visconde de Mauá, Irineu Evangelista de Souza.

Em 18 de outubro de 1934 Mauá foi elevada à categoria de Distrito de Paz no Município de São Bernardo, Comarca da Capital São Paulo. Mas em 30 de novembro de 1938 o Decreto-lei Estadual nº 9775 transferiu a Sede do Município de São Bernardo para Santo André, passando o Município a denominar-se Santo André.

Foi somente em 1953 que a cidade seria emancipada e desmembrada de Santo André, tornando-se enfim o Município de Mauá graças a um plebiscito realizado em 22 de novembro de 1953. Em 01 de janeiro de 1955 o município conquistou autonomia.

O aniversário da cidade é comemorado em 08 de dezembro, dia da padroeira da cidade, Imaculada Conceição.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).



Postar um comentário